Legumes que seu cão e gato podem comer e as comidas que são tóxicas ao pet
28 de fevereiro de 2018
Curiosidade dos gatos: Vídeos fofos exploram o comportamento dos felinos
15 de março de 2018
Exibir Tudo

Como evitar problema nos rins em cães e gatos

Insuficiência renal também pode acontecer com cães e gatos, especialmente os mais velhinhos. E o diagnóstico precoce é a melhor opção para reduzir as consequências da doença.

É considerada a principal causa de mortes em gatos acima de 5 anos e a 3ª para cães da mesma idade.

É progressiva, incurável e seu diagnóstico, na maioria das vezes, é realizado tardiamente, quando mais de 75% da função renal dos pets está comprometida.

A predisposição também é um fator de risco para o desenvolvimento. Cães beagle, bull terrier, chow chow, cocker, pinscher, pastor, lhasa, shih tzu, maltês, schnauzer, daschund, sharpei e poodle e os gatos maine coon, abissinio, siamês, russian blue e persa possuem essa característica.

Diagnóstico Precoce

Agora, novos testes podem identificar a doença a partir de 25% de comprometimento do órgão.

Por isso, é importante levar o seu pet regularmente ao veterinário e fazer os exames indicados. A alimentação durante toda a vida também influencia no aparecimento da doença.

A nutrição adequada pode proporcionar um aumento de 2,4 vezes na expectativa de vida dos pacientes.

“Com controle de nutrientes como o fósforo e a proteína, e enriquecido com ácidos graxos e antioxidantes, o alimento adequado irá contribuir para o retardamento da evolução da doença, alívio dos sintomas e manutenção do peso do animal.”, conta Luciana Peruca, Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin.

Em abril, a marca lança uma fórmula especial para os pacientes, Royal Canin Renal Special Canine.

Para gatinhos

Gatinhos sofrem muito com a doença. E para ajudar a evitar o problema, felinos devem comer e evitar alguns nutrientes, Veja alguns exemplos.

1 – Reduzir o fornecimento de fósforo, principal nutriente que contribui com a progressão da doença renal crônica;
2 – Fornecer quantidade moderada de proteína, garantindo que ela seja também de alta digestibilidade para minimizar a sobrecarga renal
3 – Conter quantidade reduzida de sódio e aumentar o fornecimento de antioxidantes (Vitamina E, Vitamina C, Polifenóis, Taurina), ácidos graxos ômega 3 EPA e DHA, Arginina, Polifenóis, de acordo com Carolina Padovani, gerente de assuntos científicos da Royal Canin.

Ela conta que a ingestão de água é extremamente importante para a saúde dos gatos saudáveis e também dos paciente renais, para garantir hidratação. Porém, ainda não há estudos específicos sobre a relação entre o consumo de água e a redução no desenvolvimento da doença.

O envelhecimento é o maior fator predisponente ao aparecimento.

As informações são da Royal Canin, empresa que comemora 50 anos de atuação no mundo com a campanha “Histórias e Conexões”, feita para mostrar o vínculo afetivo entre tutores e seus pets em narrativas reais.

❤️ sexta é dia de namorar ❤️ . #love #kitty #cats #catsofinstagram

Uma publicação compartilhada por Maga 🐶 Patas Ao Alto (@maguinhadog) em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *