Natal com comidinha na mesa! Bichos sem lar ganham 26 toneladas de ração
24 de dezembro de 2017
Fogos de artifício podem matar seu bicho! Veja como prevenir o estresse
28 de dezembro de 2017
Exibir Tudo

Xô, selfie de crueldade! Instagram luta contra maus tratos a animais

Pense. Se você ama bichos, que graça tem em fazer foto com um animal preso a uma corrente ou até  com um bicho-preguiça caçado da natureza enfeitado de laço na cabeça?

Imagine que você ainda pagou para fazer a foto e, assim, ajudar mais bichos a serem mortos e escravizados, por dinheiro.

Cada animal desse teve uma mãe morta na natureza para ser capturado ainda bebê.

Aves nunca souberam para que nasceram, pois cortaram-lhe as asas. Elefantes são treinados a pauladas e choques para ficarem “mansos” e, assim, para que você monte neles.

Tigres e leões recebem uma sedação para ficarem abobados, só para fotos como esta:

O Instagram e a ong World Animal Protection agora querem ajudar a acabar com isso.

Começou uma campanha internacional para alertar contra maus tratos a animais silvestres em fotos do Instagram.

Uma pesquisa Social Listening realizada pela World Animal Protection mostra que desde 2014 houve um aumento de 292% no número de selfies tiradas com animais silvestres, quase metade com interação de forma inadequada ou abusiva.

Para ajudar a reverter esse quadro, a partir de hoje, sempre que alguma hashtag relacionada a maus tratos a animais silvestres for postada, será exibida na tela do usuário um aviso:

“Abuso ou venda de animais silvestres não são permitidos no Instagram”. Atualmente existem centenas de hashtags como #TigerSelfie (selfie com tigre, em português) ou #KoalaSelfie (selfie com coala, também em tradução livre).

Ama bichos? Siga o instagram de proteção animal da Maguinha! 

A ideia é que os usuários parem de pagar para tirar fotos com animais exóticos, o que pode colocar em risco animais ameaçados de extinção.

“Os animais silvestres são tirados de suas mães ainda bebês e mantidos em situações complemente inadequadas, sujos e muitas vezes vítimas de traumas psicológicos severos. Tudo isso para que os turistas tirem belas selfies com eles”, completa Steve McIvor, CEO da Proteção Animal Mundial.

A ONG lançou um código de conduta para turistas, o Código da Selfie, que mostra a maneira adequada de tirar fotos sem contribuir com a cruel indústria do entretenimento que usa a vida silvestre.

Outras informações estão disponíveis no website da Proteção Animal Mundial.

Mas cá entre nós, o melhor código de conduta é respeitar os bichos lá na natureza e jamais, jamais ajudar a indústria que explora um animal, seja de que forma for.

Labradora é demitida da CIA por falta de interesse no trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *