por Andrea Miramontes

Cachorros e gatos não transmitem coronavírus, ressalta veterinária de ong internacional

Um cachorro cão em Hong Kong foi colocado em quarentena por suspeita de ter contraído coronavírus.

Mas tem que ficar claro que, apesar do teste positivo, não há evidências científicas de que animais domésticos possam contrair e transmitir a doença.

“Não há provas que o cachorro esteja infectado pelo coronavírus. É muito provável que o que foi encontrado na saliva do animal seja resultado de seu contato próximo com a dona, que contraiu a doença, e não uma infecção, com replicação e transmissão do vírus” , informa a gerente de programas veterinários na Proteção Animal Mundial, Rosângela Ribeiro.

O cão teve um resultado ‘positivo fraco’ no teste para Covid-19 e foi um caso isolado. “Sabemos que cães podem ser infectados por um outro subtipo do coronavírus, não o Covid-19, além do que, a transmissão para humanos e outras espécies é incomum”, explica a veterinária.

“Assim como no caso da SARS, em 2003, havia também o medo de que os animais pudessem espalhar a doença. Contudo, no final da epidemia, apenas oito gatos e um cão apresentaram resultado positivo para o vírus, mas, nunca foi encontrado nenhum animal que transmitisse a doença aos seres humanos”, completa a especialista.

A veterinária completa que é importante não repassar notícias falsas sobre a infecção e transmissão do vírus.

“Disseminar notícia infundada pode gerar um pânico desnecessário em relação aos animais, colocando em risco cães e gatos nos países com o surto”, diz Rosângela.

Siga o Patas ao Alto no Instagram (ababixo) e no Facebook

https://www.instagram.com/p/B9W-5JLHpRm/

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com o seu comentário
Por favor digite o seu nome

Latest Posts

Para ajudar o patas a salvar vidas, doe aqui:

Youtube Patas ao alto

Mais recentes

Últimos LadoB Viagem