Projetos verticais para gatos ajudam a manter a saúde do felino
9 de junho de 2020
Astrólogo, jovem indiano previu coronavírus em agosto de 2019
“Quanto mais animais matarmos mais sofreremos”, diz menino astrólogo que previu coronavírus
27 de junho de 2020
Exibir Tudo
cachorros idosos

Cachorros idosos: veja como prolongar a vida com qualidade

Cães e gatos vivem pouco. E, pela vida curta, ficam idosos muito cedo.

Para prolongarmos a vida com qualidade, o tutor deve ficar atento a sintomas doenças típicas do envelhecimento, que podem começar a partir dos 7 anos.

“A  partir dos 10 se intensifica. Se no humano fazemos exames periódicos anuais, não podemos esperar um ano para fazer nos animais. Indico, no máximo, a cada 4 ou 6 meses”, diz a veterinária Lucia Helena Müstschele, especializada em home care.

Entre os exames a serem feitos regularmente estão o completo de sangue, ultrassom abdominal e raio-x de tórax.

E entre as doenças mais comuns,  as degenarativas do coração, renal,  de coluna e articulação, de fígado e mais orgãos, além do Alzheimer.

Logo abaixo, veja os primeiros sinais de que algo não está certo e que algum tratamento deve começar o quanto antes.

 

1 – Alzheimer

Pode acontecer acima dos 10 anos. “Os cães começam a ficar alheios ao ambiente, não percebem que estamos chamando, ficam parados olhando para parede ou para água”, explica dra Lucia.

Para prevenir, com 8 ou 9 anos o tutor pode entrar com antioxidantes receitados pelo veterinário.

2 – Doença renal crônica

Fique atento se o animal começar a beber muita água, fazer muito xixi e ter menos fome.

Há dietas específicas para tratar desde o início e prolongar a vida do bicho.

3 – Problemas cardíacos

Fique atento a tosse seca e contínua. Se tiver, os exames complementares vão identificar qual é a causa, para ter o tratamento exato.

4  – Artroses e degeneração de coluna

Atenção máxima ao animal que não consegue mais se levantar com facilidade, anda mais devagar, tem alteração na marcha ou não consegue mais subir no sofá.

Ele pode estar com degeneração nas articulações ou problemas de coluna, como bico de papagaio, alteração de disco entre outros.

Dói muito, gente, tem que tratar.

Para doenças degenerativas, há t suplementos vitamínicos, acupuntura, fisioterapia, e a prevenção de manter a musculatura boa para segurar a parte ósseo articular

“É muito importante manter a  massa muscular, pois os idosos perdem com o tempo”, ressalta Lucia.

5 – Tumores

Tumores podem acontecer em orgãos ou na pele. Muitas vezes, nota-se um caroço, mas a pessoa acha que é só um nódulo ou cisto.

Qualquer alteração deve ser investigada.

Maga teve manchas vermelhas na pele da barriga, como se fossem grandes verrugas, que cresciam. No final das contas, eram tumores e operamos.

Se deixa crescer demais, na hora da cirurgia a margem grande de segurança aumenta. Muitas vezes, depois exige quimioterapia.

 

Para uma vida melhor com seu amor de fuça, siga o Patas ao Alto

 

Instagram:

 

Facebook Patas ao Alto:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *